Imagem
Foto/Imagem Foto : Tácio Moreira/Metropress

Rui Costa envia projetos polêmicos para a Alba visando redução da estrutura do Estado

Economia

O governador Rui Costa em entrevista ao jornal Da Metrópole desta segunda-feira (03), falou sobre os projetos que enviou à Assembleia Legislativa do Estado. Segundo Rui, a expectativa é de que sejam votados ainda em 2019.

A principal e que já causa reboliço entre os servidores estaduais é o aumento da alíquota, ou seja, da contribuição da aposentadoria de 12% para 14%. Atualmente, a Bahia tem 130 mil aposentados, de acordo com o governador.

Rui Costa também quer se resguardar do efeito cascata, após o aumento de 16% dos salários dos ministros do Supremo Tribunal Federal, STF. “Quero restabelecer o teto na constituição da Bahia, tendo como base o salário do governador [ R$ 30 mil] e transformando em vantagem pessoal, ou seja, ninguém vai perder um real, mas também não ter o aumento de R$ 9 mil”, explicou.

Ele quer reduzir também a estrutura do Estado, pedindo autorização para vender a Bahia Pesca ou firmar uma parceria com uma empresa privada. Rui quer fechar a Conder e transformar em uma Superintendência, e que segundo ele, deve fazer as mesmas funções. “A Conder hoje está com quase 70% do seu quadro aposentado. Infelizmente as empresas a gente não consegue renovar, ficou inviável”, disse o governador.

Pelas contas do governado, com essas mudanças, serão extinguidos 800 cargos comissionados. “Eu poderia indicar politicamente, mas estou reduzindo, para poder enxugar a folha. Eu não posso manter isso, sobre pena de comprometer a estrutura do Estado”.

 


Compartilhar esta notícia

Notícias Relacionadas

0 comentário(s)

Faça o seu login ou cadastre-se para comentar!